Resenha: Os homens que não amavam as mulheres

Livro público em 2005 , pela Companhia das Letras

Ele é um livro escrito por Stieg Larsson, nascido em 1954 e morreu em 2004, o livro tem 522 páginas.

O livro, no começo ele é muito lento, pois ele vai explicar o aconteceu com Mikael, que é um jornalista econômico, e estar sendo acusado de ter publicado informações falsas sobre uma empresa.

Nesse processo, ele também foi chamado para resolver um crime de mais de 30 anos, que era a morte de Harriet Vanger. Na minha opinião, quando começa a investigação deste caso, e entra Elisabeth Salander, o livro começa a andar.

Muito mais rápido, e a narrativa dele vai ficar compartilhada, pois vamos também conhecer a história dessa detetive. Que é a melhor na para mim. Tem uma cena que ela se vinga de um estuprador, que é a melhor do livro. E aqui ela vai salvar Mikael, de um perigo, que eu não vou contar.

Pois é o post Twist da história, foram as melhores partes para mim. E esse final, vai desmarcar os podres da família Vanger.

Quem já leu, me falem o que acharam do final do livro? Vocês gostaram da vingança da Elizabeth?

Publicado por Ingrid Cabral

Sou acadêmica de química, que gosta de leitura e de cultura pop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: